ARTIGOS
O nutricionista e seu compromisso com a informação

Publicidade
A nutrição é uma ciência em constante evolução. Diariamente temos novidades sobre a importância dos nutrientes para nosso funcionamento orgânico, inclusive na determinação da nossa expressão genética. Atualmente, já se sabe que os nutrientes são a única matéria-prima para nossa formação e renovação celular. Portanto, nossa alimentação é responsável tanto pela nossa saúde como, no seu desequilíbrio, pela maioria das doenças crônicas que afeta a população, independente da sua faixa social, etária e cultural.

A obesidade talvez seja o sintoma mais perverso desses desequilíbrios. Possuímos mais conhecimento sobre suas causas do que há 50 anos; porém, o número de obesos já atinge percentuais epidêmicos. O que está errado?

A obesidade não é uma doença que se possa omitir. Sua presença provoca uma rejeição da sociedade, marca o indivíduo como uma pessoa sem força de vontade e que não conseguiu se enquadrar nos padrões de beleza: esguio, esbelto e musculoso.

A própria sociedade que dita estes padrões promove também as mudanças do padrão de consumo alimentar. Fast foods, refeições em caixinhas e petiscos em pacotinhos são largamente oferecidos como uma solução moderna para o nosso modo de vida. Em resposta, a população, em particular a que aderiu a estas mudanças, busca incessantemente soluções rápidas para perda de peso.

O mercado, por sua vez, passa a oferecer soluções diet e light, quando não cápsulas com poderes mágicos para retirar a gordura que considera como a grande responsável por este problema.

Os meios de informação, em particular a mídia, procuram atender ao interesse da sociedade por soluções simples e rápidas. Essas informações muitas vezes são contaminadas pela oferta indireta de produtos e serviços que só ajudam a comprometer, ainda mais, o estado de saúde dos leitores.

Não por acaso o Brasil é campeão mundial de consumo de anfetaminas. A obesidade é conseqüência de vários fatores associados, inclusive de desequilíbrios nutricionais, ou seja, excessos e carências de nutrientes e, portanto, jamais será resolvida unicamente pela simples restrição na ingestão de calorias.

O nutricionista é o profissional de saúde mais capacitado para oferecer à população respostas eficazes para um novo começo nos hábitos alimentares nos quais se priorizem os aspectos nutricionais da nossa alimentação, levando-se em consideração nossas características e necessidades individuais.

A nutrição é uma ciência e não se resume à prescrição de dietas. Como toda ciência, existem certos conceitos que precisam ser esclarecidos e simplificados para que haja uma mudança consciente nas escolhas e no hábito alimentar da população.

Acreditamos que o nutricionista tem obrigação de estar cada vez mais presente na mídia, orientando e transmitindo suas opiniões sobre a influência dos hábitos alimentares na nossa qualidade de vida, advertindo sobre crenças e conceitos errados de nutrição, promovendo sempre a consulta a um nutricionista.

O nutricionista deve se valorizar como um profissional de saúde, capacitado para tratar e prevenir doenças crônicas desencadeadas por desequilíbrios nutricionais e também auxiliar no desenvolvimento físico, mental e emocional da sociedade.

É de fundamental importância insistir em um trabalho mais educativo perante a mídia para o nutricionista deixar de ser um profissional "de dietas" e se tornar o que ele realmente é: "um profissional de saúde".


Serviço:
(*) Dra. Denise Madi Carreiro (CRN-3 2729) é formada em Nutrição pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Nutrição Clínica e pós-draduação em Nutrição Clínica Funcional. É conselheira do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional; associada à Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica; docente do curso de pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional do Centro Valéria Paschoal e do curso de especialização em Nutrição Clínica da Universidade Sagrado Coração; e coordenadora do Serviço de Nutrição da Clínica Gastromed.


Fonte: Dra. Denise Madi Carreiro*
  
Publicidade/Links patrocinados
SAIBA MAIS...
 
 
Sobre o Portal Nutrição  Fale conosco  Anuncie
©2004 . Todos os direitos reservados.